Alto-mar (Atlântico)
2018

Os oceanos transcendem as fronteiras internacionais. A Convenção dos Mares define um específico sentido de liberdade: os oceanos não pertencem a nenhum país. Logo, as águas internacionais não estão sob soberania de nenhum Estado, o que define a liberdade de pesca, pesquisas, instalação de cabos, navegação nas águas, etc. 

Essa zona de liberdade e sem fronteiras remete a um sentido utópico, onde tudo seria potencialmente possível.

Em Alto-mar (Atlântico) um mapa do oceano é ampliado e partido em várias peças seguindo os quadrantes já existentes no mapa de referência. Um sentido de abstração e incompletude está relacionado à representação dos oceanos.

Impressão digital / 90x450cm (total)